QUANDO FUGIR É CORAGEM

Categorias: Palavras do Pastor

como-ler-bibliaA Bíblia nos conta a história de José do Egito. Ele era um bom filho e desde sua infância fez com que seu pai Jacó gostasse mais dele do que de seus irmãos. No entanto, seus irmãos resolveram matá-lo, mas depois acharam melhor vendê-lo. Com isto ele vai parar no Egito e começa a servir como escravo na casa de Potifar.

A Bíblia descreve como era José, veja: “… E José era formoso de porte, e de semblante” (Gn 39:6b). Esta beleza fez com que os olhos da esposa de Potifar olhassem para José e o desejasse, veja: “E aconteceu depois destas coisas que a mulher do seu senhor pôs os seus olhos em José, e disse: Deita-te comigo” (Gn 39:7). Só que embora José estivesse longe da sua casa, ao que muitos diriam: abandonado por Deus, mas ele faz algo, veja: “Porém ele recusou, e disse à mulher do seu senhor: Eis que o meu senhor não sabe do que há em casa comigo, e entregou em minha mão tudo o que tem; Ninguém há maior do que eu nesta casa, e nenhuma coisa me vedou, senão a ti, porquanto tu és sua mulher; como pois faria eu tamanha maldade, e pecaria contra Deus?” (Gn 39:8).

José recusou-se deitar com a esposa de seu senhor, por amor a Deus. Mas, existem tentações que não são fáceis de vencê-las, pois elas aparecem todos os dias diante de nós. Foi isto o que aconteceu com José, veja: “E aconteceu que falando ela cada dia a José, e não lhe dando ele ouvidos, para deitar-se com ela, e estar com ela” (Gn 39:10).

As coisas iriam pior. Ela armou uma armadilha para José, esvaziou a casa, e ficou só esperando José que iria trabalhar em sua casa. Quando ele chegou, ela o agarrou pela sua roupa, e, José não tendo outra saída, fugiu correndo deixando sua roupa para trás. José acabou sendo preso por isto.

José era um jovem que fugia da prostituição. Podemos dizer que ele vivia o que o Apóstolo Paulo ensinou, veja: “Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas…” (I Tm 6:11). E, literalmente José fugiu. A Bíblia ainda nos diz: “Foge também das paixões da mocidade; e segue a justiça, a fé, o amor, e a paz com os que, com um coração puro, invocam o Senhor” (II Tm 2:22).

Hoje, a prostituição, o relacionamento físico fora do casamento, a lascívia, a exposição sexual do corpo, e muitos outros pecados que o mundo não foge, é dever do cristão fugir dele. A Bíblia diz: “Fugi da prostituição…” (I Co 6:18), “Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que vos abstenhais da prostituição” (I Ts 4:3).

José soube esperar, e acabou se tornando o segundo homem mais importante do Egito, e se casou com Azenate e teve dois filhos.

Existem horas que precisamos fugir, principalmente quando se trata do pecado, pois quando fugimos do pecado somo corajosos. Como você quer ser conhecido em relação ao pecado, um corajoso ou um amedrontado?

Pastor Éverton de Castro

Autor: tbmaparecida